Adidas ganha disputa de frete sobre PIS e Cofins

A empresa do setor de calçados e moda esportiva “Adidas” ganhou parte relativa da disputa dos custos com frete, para o transporte de produtos acabados e, por outro lado, perdeu uma disputa, com a Receita Federal, sobre o uso de créditos tributários decorrentes de gastos com taxas de cartão de crédito.


A Receita Federal, durante a autuação fiscal, cobrou PIS e Cofins com referência ao ano de 2013, pelo fato de não considerar insumo os fretes entre estabelecimentos e serviços aduaneiros, as taxas de comissão de cartão de crédito e as receitas com serviço de representação comercial.

A decisão foi da 3ª Turma da Câmara Superior do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (CARF), mas, caso queira, a empresa ainda pode discutir a decisão na justiça.